Aeronaves não tripuladas substituem humanos em áreas inacessíveis

Elios

Entenda mais sobre esse tipo de aeronave que está crescendo no mercado.

Por Silvia Bolonhin

A palavra “drone” já é bem conhecida entre as pessoas e quando se fala nela a primeira coisa que pensamos é “hobby”. Até pouco tempo atrás, o equipamento era visto como um novo brinquedo, uma nova distração para relaxar a mente e curtir o momento de lazer. Porém, muitos não se atentaram a um pequeno detalhe: um drone, nada mais é do que uma aeronave! E por ser definido assim, existem regras vigentes para o uso correto desse tipo de aeronave e fiscalizadas, principalmente, pelos órgãos reguladores ANAC, DECEA, ANATEL.

Hoje, por conta de toda formalização e oficialização do equipamento como Aeronave, é possível associar outra palavra bem conhecida da sociedade para esse tipo de tecnologia: “Segurança”. É fundamental que toda aeronave remotamente pilotada seja registrada nos órgãos reguladores, assim como seus operadores estejam capacitados e treinados para realizar esse tipo de atividade. Com essas mudanças e restrições impostas pelos órgãos, é esperado que o mercado de drone profissional se firme no mercado brasileiro e cresça de maneira organizada e controlada, principalmente para garantir a segurança de indivíduos que poderão ser expostos a esses equipamentos.

Nesse sentido, diversas atividades econômicas foram e estão sendo exploradas pelos profissionais de drones, como Agricultura de Precisão, Mineração, Construção Civil, Meio Ambiente e Inspeção Industrial. Um detalhe em comum à essas atividades chama muito a atenção: a tentativa incansável de substituir mão de obra humana por esses robôs voadores.

Há muitos anos, pesquisadores de todo o mundo buscam por alternativas em que a ação humana possa ser minimizada e controlada para atividades que expõem certos riscos ao operário. Graças ao avanço tecnológico, hoje podemos afirmar que os drones atendem essa necessidade de assegurar pela vida do funcionário, não o expondo a riscos.

Um exemplo bem específico e que casa com o assunto abordado é o drone ELIOS (The Collision-Tolerant UAV), aeronave remotamente pilotada desenvolvida pela suíça Flyability. O equipamento em questão foi criado para realizar atividades de inspeção em estruturas metálicas confinadas, ou seja, estruturas fechadas. Nesse quesito cabe ao drone realizar inspeções visuais, por meio de imagens e vídeos de altíssima resolução, de estruturas metálicas como tanques de armazenamento, vaso de pressão, caldeiras de carvão, ou seja, estruturas essas que necessitam de uma rotina de inspeção periódica e que por mera coincidência, a exposição de humanos à esse tipo de ambiente pode ser considerada como de extremo perigo.

Normalmente, essas áreas devem ser desgaseificadas e totalmente limpas para realizar esse tipo de inspeção com a ação humana, sem mencionar que a atividade deve estar inativa para que um inspetor adentre ao local. Por se tratar de uma atividade que requer muito cuidado e gera um risco alto à vida do operador, as inspeções são realizadas de maneira superficial e rápida, para não prejudicar a equipe e também reduzir o tempo de inatividade da estrutura. No entanto, esse cenário está mudando e as atividades de inspeções podem começar a traçar novos caminhos em rumo à segurança operacional.

ELIOS

Por meio do drone ELIOS, as inspeções são realizadas de maneira mais rápida, prática, completa e segura! Isso pelo simples fato de que não é necessária a ação humana direta com a estrutura. O piloto do Drone controla o equipamento totalmente do lado de fora da estrutura, com o auxílio de um segundo operador, o qual indica o melhor caminho para o drone sobrevoar. A inspeção pode ser considerada mais completa, pois o equipamento é embarcado de duas câmeras potentes, uma RGB que filme em FULL HD e outra Termal, não deixando com que nenhuma anomalia passe despercebida. Outros benefícios podem ainda ser mencionados como o tempo de operação e custo de projeto, os quais reduzem drasticamente, quando comparado a métodos tradicionais de inspeção.

No Brasil, a empresa parceira e autorizada para a revenda do drone ELIOS é a XD4Solutions. A empresa brasileira é formada por Pilotos de Linha Aérea de Helicóptero, oriundos do mercado offshore com grande experiência na operação de RPA’s.

Se você se interessou pela tecnologia e quer saber mais detalhes sobre o equipamento, entre em contato com a XD4 através do e-mail contato@xd4solutions.com.br, ou acesse suas redes sociais e site no endereço www.xd4solutions.com.br.

COMENTÁRIOS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0